Marco Miranda fala sobre uma bela lembrança de criança que virou livro

O escritor Marco Miranda participa nesta quarta, 27, e nesta quinta, 28, da 2ª edição da Jornada Literária (veja programação). Ele vai conversar com alunos de quatro escolas sobre seu livro infantil O Paradeiro do Padeiro, lançado há 15 anos.

O livro surgiu de uma belíssima recordação da infância do autor, lembrança que por si só já é capaz de agradar não só crianças, mas também adultos. “É um texto inspirado no meu avô Chico, que era padeiro. Quando partiu, eu tinha apenas sete anos. Ele me ensinou a pescar, a fazer corda com casca de árvore, a plantar milho e muitas outras coisas. Mas a lembrança mais marcante que guardo é da madrugada em que ele me levou, juntamente com meu irmão, para vermos os padeiros em ação. Era madrugada e fazia frio, mas o calor do forno de barro, as chamas acesas e o cheiro do pão assando, criaram um encantamento especial naquele momento”, lembra Marco Miranda, acrescentando que a história “tem um pouco de verdade, uma porção de saudade e muito mais de imaginação”.

Marco Miranda espera um pouco de timidez da plateia no início, devido à idade dos alunos. Mas já sabe como resolver. “Sempre busco a participação das crianças durante a narração das histórias. No intervalo entre as histórias, abro espaço para que elas façam perguntas. O tempo é curto para tanta curiosidade, mas a apresentação é dinâmica e tudo flui muito bem”, explica o autor. “Daí para frente, elas se soltam e começam a fazer todo tipo de perguntas. Desde o time para qual torço, até minha cor preferida. Mas a maioria se concentra em questões sobre o que é ser escritor e de onde vem a inspiração para as histórias. Elas gostam muito de saber sobre o processo de criação”, conta Marco Miranda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *