#

Jornada Literária traz debate sobre literatura de resistência

Na 1ª Jornada Literária do Distrito Federal, a escritora Cristiane Sobral se encontrará com estudantes do Ensino Médio para um bate-papo na sexta, dia 15 de julho, de 10h10 às 11h; e à noite do mesmo dia, a autora participa do debate “Mulheres na Literatura de Resistência, cujo público será formado, principalmente, por professores.

Cristiane Sobral é escritora, poeta, atriz e autora do livro Só por hoje vou deixar o meu cabelo em paz. A carioca que mora em Brasília desde 1990 acredita na literatura como grande contribuinte para a reinvenção da construção e reconstrução da história da identidade negra. Cristiane foi Coordenadora de Artes Cênicas e professora de teatro na Faculdade Dulcina de Moraes por 6 anos e na Universidade de Brasília, por 2.

Como militante da cultura, já participou de eventos internacionais de integração Brasil-África na África do Sul e na Angola em missões de cooperação cultural e de pesquisa sobre as problemáticas africanas. Sobre isso, afirma: “escrever e publicar em meio ao padrão eurocêntrico dominante, tornar essa escrita visível a todos é um grande exercício de afirmação e luta, por isso a literatura negra no Brasil está conectada diretamente à militância”.

Em 2012, Cristiane Sobral recebeu o título de escritora imortal da Academia Brasileira de Letras depois de se tornar reconhecida pelo seu trabalho em literatura com o empoderamento da juventude negra.


12 a 16 de julho de 2016

No Centro de Cultura e Desenvolvimento do Paranoá


logos Apresentação
logos-rodapeApoio:Apresentação: